4 dicas para controlar a ansiedade das crianças no retorno às atividades diárias

Volta às aulas, aos treinos, aos tratamentos presenciais. Está aí um dos momentos mais aguardados por todos nós e, é claro, também pelas crianças. Voltar a rotina depois de um ano em casa, rever os amigos em circunstâncias completamente diferentes do que elas estavam habituadas, isso faz com que a ansiedade apareça. E, assim como os adultos, as crianças precisam ter uma rotina estruturada. É importante conversar sobre as atividades que elas terão no decorrer do dia, pois isso ajudará na organização mental e as deixarão menos ansiosas com o que está por vir. Mas então, o que os pais e responsáveis podem fazer para ajudar? Separamos 4 dicas que vão auxiliar no controle da ansiedade nesse retorno.

Deixe seu filho falar. Criar espaços para que a criança verbalize o que a deixa ansiosa faz com que ela se acalme e te ajude a entender melhor o que está acontecendo. “Seja empático e acolhedor com o que foi trazido pelo seu filho. Se ela falou é porque confia muito em você”.

Ensine estratégias de respiração. Ensine a criança inspirar e expirar para que, em situações que ela precise se acalmar e não tenha um responsável, ela consiga se organizar. “Ensinar estratégias para controlar a ansiedade quando você não estiver por perto para auxiliar faz toda a diferença e pode evitar uma crise mais grave”.

Pergunte como foi seu dia. Aqui voltamos ao processo de escuta. Pergunte como foi o dia, o que ela aprendeu, como foi o tratamento, como ela está se sentindo saindo de casa, se aconteceu alguma coisa diferente. Tente descobrir situações que a deixem mais ansiosa que o normal para que você possa prestar a assistência que ela necessita para o caso.

Praticar atividades relaxantes. Depois das atividades diárias “obrigatórias”, tente organizar algumas brincadeiras divertidas e relaxantes com a criança. Assim você permitirá que ela desenvolva hábitos saudáveis e produza mais receptores de neurotransmissores, como dopamina e serotonina (neurotransmissores da “alegria”).

Ansiedade é normal do ser humano, mas em excesso pode ser um problema que afeta a vida de qualquer um, seja adulto ou criança. Por isso, os pais devem estar atentos a qualquer sinal para caso necessário, recorrer a um profissional da área para o acompanhamento e tratamento adequado para o caso.

Leave Your Reply